Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Pharma InnovationDestaques Empresas & NegóciosFarmacêuticas se unem para ampliar acesso ao diagnóstico molecular do câncer de pulmão

Farmacêuticas se unem para ampliar acesso ao diagnóstico molecular do câncer de pulmão

  • Written by:

O Lung Mapping oferece gratuitamente a qualquer paciente com câncer de pulmão os exames necessários para detectar o perfil molecular do câncer.

Cinco indústrias farmacêuticas – AstraZeneca, Bayer, Bristol-Myers Squibb, Pfizer e Roche – se uniram para lançar o Lung Mapping, projeto que oferece gratuitamente a qualquer paciente com câncer de pulmão não pequenas células subtipo não-escamoso, seja do sistema de saúde público ou privado, os exames necessários para detectar o perfil molecular do câncer de pulmão, o que é fundamental para a definição da melhor conduta terapêutica.

Sobre o exame de perfil molecular

O perfil molecular do tumor é feito através de um painel genômico abrangente (FoundationOne® CDx), um teste de alta sensibilidade que contempla 324 genes relevantes para a conduta clínica, juntamente com a informação de expressão de PD-L1 (Ensaio SP263 – Ventana®).

O teste proporciona maior precisão e melhor qualidade no diagnóstico dos pacientes, facilitando a personalização do tratamento. Isso tudo em uma amostra única, ao mesmo tempo e sem custo ao paciente.

Como solicitar os exames

Os testes FoundationOne® + PD-L1 – ensaio Ventana® poderão ser solicitados através das plataformas das empresas que fazem parte do Lung Mapping. Cada empresa desenvolveu uma plataforma específica que conta com infraestrutura de apoio aos programas, compreendendo websites próprios, centrais de atendimento 0800, parceria com laboratórios, entre outros. Os programas são ID (AstraZeneca), onTRacK (Bayer) I-O Detect (BMS) , Pfizer Alvo (Pfizer) e Roche Teste (Roche). Em cada um deles, os médicos cadastrados poderão fazer as solicitações dos exames de seus pacientes.

Sobre o Câncer de Pulmão

O câncer de pulmão é o segundo mais comum em homens e o quarto em mulheres no Brasil. Novas terapias têm promovido uma mudança de perspectiva dos pacientes para esse tipo de câncer, mas o diagnóstico ainda representa um desafio. O programa pode ser acessado via solicitação médica e visa otimizar a jornada do paciente e impactar positivamente no resultado do tratamento, aumentando sua qualidade de vida.

 

 

 

Fonte: Pfarma 04.11.19

Comments are closed.