Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Pharma InnovationEmpresas & NegóciosAbbVie compra a biofarmacêutica Mavupharma

AbbVie compra a biofarmacêutica Mavupharma

  • Written by:

A biofarmacêutica Mavupharma, comprada pela AbbVie, tem como foco o desenvolvimento de novas abordagens terapêuticas no combate ao câncer

A biofarmacêutica AbbVie anunciou a compra da também biofarmacêutica Mavupharma, que tem como foco o desenvolvimento de novas abordagens terapêuticas no combate ao câncer. Seu alvo são os genes de estimulação de interferon, chamados de Stimulator of Interferon Genes (STING).

A via de sinalização celular STING desempenha um papel importante na criação de uma resposta imunológica. Essa resposta é direcionada aos tumores e tem se mostrado promissora em vários tumores. Dessa forma, esta abordagem tem potencial para aumentar a suscetibilidade de tumores e aumentar as opções de tratamento para os pacientes.

“A visão da AbbVie para oncologia é avançar em áreas da ciência que sejam transformadoras para que tenhamos um portfólio de terapias inovadoras no combate ao câncer”, afirmou o vice presidente de descoberta em oncologia da AbbVie, Steve Davidsen. “A plataforma da Mavupharma tem o potencial de avançar nosso portfólio de imuno-oncologia. Além disso, a plataforma pode contribuir com o desenvolvimento de medicamentos transformadores para os pacientes”.

A principal molécula em desenvolvimento pela Mavupharma é a MAVU-104. Ele é um medicamento oral, primeiro em sua classe, inibidor de ENPP1, enzima envolvida na regulação genes de STING. Inibir a atividade da ENPP1 com MAVU-104 permite um aumento altamente controlado da sinalização celular via STING nos tumores. Dessa forma, sem a necessidade de injeções.

“A AbbVie tem construído sua posição de liderança em oncologia. Sua expertise global permitirá o desenvolvimento acelerado de nosso portfólio”, afirmou o ex-presidente e co-fundador do Mavupharma, Michael Gallatin.

“Temos dado grandes passos no desenvolvimento dos novos moduladores STING e no avanço de MAVU-104 para uso clínico. Temos confiança na capacidade da AbbVie de continuar o avanço desta importante ciência para benefício dos pacientes”, acrescentou o co-fundador da Mavupharma, Gregory Dietsch.
Os termos financeiros da transação não foram divulgados.

 

 

Fonte: guiadafarmacia 26.08.19

Comments are closed.